Covilhã: Federação de Desportos de Inverno quer alargar projecto Ski 4 All a 1.500 crianças

A Federação de Desportos de Inverno de Portugal (FDIP) quer alargar no próximo ano o projecto Ski 4 All a 1.500 crianças, caso consiga os apoios que o permitam, adiantou o presidente, Pedro Farromba.

  • Desporto
  • Publicado: 2016-01-18 18:33:05

A Federação de Desportos de Inverno de Portugal (FDIP) quer alargar no próximo ano o projecto Ski 4 All a 1.500 crianças, caso consiga os apoios que o permitam, adiantou o presidente, Pedro Farromba.

A segunda edição da iniciativa terminou domingo, Dia Mundial da Neve, e durante quatro meses 1.200 crianças de várias escolas do país tiveram o primeiro contacto com o esqui e o snowboard, na pista sintética do SkiParque, em Manteigas, mediante o pagamento simbólico de um euro.

"Temos tido muita adesão e tivemos de mapear as vagas pelas escolas que se inscreveram, por isso queremos alargar o projeto. Vamos avaliar se conseguimos os apoios suficientes para que mais crianças possam participar pagando apenas um euro", explicou o presidente da federação à Lusa.

O Pizza Hut Ski 4 All conta com o apoio do Plano Nacional de Desporto Para Todos, a que já foi feita nova candidatura, e de um parceiro privado. A intenção passa por conseguir novos patrocinadores para proporcionar a experiência a mais gente.

"Para nós, é uma forma de divulgar as duas modalidades, mas a maior parte das crianças nunca tinha estado na Serra da Estrela e a quase totalidade nunca tinha feito esqui nem snowboard. Para eles, foi muito enriquecedor", salienta Pedro Farromba.

A ideia inicial era reunir domingo os participantes na Estância da Serra da Estrela, para assinalar o final do Ski 4 All e o Dia Mundial da Neve, mas como a FDIP na véspera ainda não sabia se havia condições para organizar atividades, acabou por celebrar a data apenas com quem se encontrava na montanha em brincadeiras na neve, como foi o caso das corridas de trenós.

O projecto começou há dois anos, destinado a mil crianças. Este ano o número aumentou, para 1.200 alunos do primeiro e segundo ciclos de escolas de seis concelhos do país.

Cada escola pôde inscrever entre 40 e 60 alunos. O equipamento foi fornecido pela organização e as refeições oferecidas por um dos parceiros.

PUB

PUB

PUB

PUB